PRESSIÔMETRO DE MÉNARD

PMT

Os ensaios com o Pressiômetro de Ménard são a principal forma de investigação geotécnica utilizada na França.

Com vasta bibliografia, esta ferramenta é ideal para a obtenção de informações de tensão x deformação dos solos prospectados.

Desenvolvido pelo engenheiro Louis Ménard na França, durante década de 50, o pressiômetro do tipo Ménard (PMT) consiste em dispositivo com membrana expansível para medição da resistência, rigidez e tensões “in situ” do solo.

O ensaio é realizado com a inserção da sonda pressiométrica em pré-furo com diâmetro ligeiramente maior do que o da sonda. Após a inserção e atingida a cota do ensaio, aplica-se pressão radial uniforme contra o solo por meio de inserção de água e nitrogênio. 

A pressão aplicada e a expansão de volume da sonda são medidas e registradas em caixa de controle, obtendo-se desse modo a relação tensão-deformação da camada prospectada.

A Damasco Pena opera frota de perfuratrizes modernas, seguras e eficientes, capazes de realizar ensaios diversos, em todo o território nacional

Com o ensaio, é possível a obtenção de informações tais como:

  • Módulo pressiométrico de Ménard
  • Pressão limite de Ménard;
  • Pressão residual.

Estes resultados permitem avaliar, através de correlações, parâmetros como:

  • Módulo de elasticidade do solo (E);
  • Resistência não drenada dos solos argilosos saturados (Su);
  • Resistência drenada dos solos arenosos (ø);
  • Capacidade de carga e recalques em fundações rasas e profundas.

O ensaio é padronizado pelas normas ISO 22476-4 e ASTM D4719-07.

VÍDEO